equipa

Direção e Staff da ILGA no palco dos prémios arco-íris, Janeiro de 2020

Direção

Ana Aresta (ela), Presidente: Associada nº 1251. Lésbica, feminista e ativista pelos Direitos Humanos. A minha ligação com a ILGA Portugal começou em 2011, como voluntária Centro LGBTI, e desde 2014 que colaboro ativamente na definição da visão comunitária, política e estratégica da associação. Para lá do voluntariado na ILGA, desenvolvo a minha atividade profissional nas áreas das Ciência Políticas e Comunicação, com foco nas políticas públicas e compromissos sociais e ecológicos, gestão da reputação e comunicação de crise.

Joana Cadete Pires (ela), Vice-Presidente: Associada nº1252. Voluntária da ILGA Portugal desde 2012. Fui vogal da Direção de 2014 a 2016 e Secretária da Direção entre 2016 e 2019. Nos últimos anos representei a Associação em diversas conferências e tertúlias e prestei apoio nos principais eventos e atividades-chave da Associação; tenho tido um papel ativo na representação da Associação em conferências específicas sobre discriminação no local de trabalho e junto de Empresas e Entidades Externas na implementação de medidas específicas de combate à discriminação e de promoção da diversidade. Fui co-coordenadora do Departamento Jurídico da Associação entre o ano de 2014 e 2016 e colaborei na Organização do Arraial Lisboa Pride desde 2014 até à presente data, tendo assumido em 2017 e 2018 a coordenação da área da Logística.

Helder Inês (ele), Tesoureiro: Associado nº1201. “O melhor uso do capital não é fazer dinheiro, mas sim fazer dinheiro para melhorar a vida” por Henry Ford. Voluntário da ILGA Portugal desde 2011. Fui membro suplente da Direção de 2014 a 2016 e Tesoureiro desde 2016. Colaborei na organização do Arraial Lisboa Pride de 2014 a 2019 como coordenador do Welcome Center, Pride Village, Armazém e Financeiro. Pertenci à equipa responsável pela organização do IDAHOT 2018. Representei a ILGA Portugal em vários encontros nacionais e internacionais, nomeadamente na conferência anual da ILGA-Europe em 2018. A terminar a licenciatura em Contabilidade e Gestão no ramo da Fiscalidade.

João Valério (ele), Secretário: Associado nº 1181. Tornei-me voluntário da ILGA Portugal em 2011, tendo posteriormente integrado a Direção em 2016. Ao longo dos últimos anos desempenhei várias funções na Associação, nomeadamente a co-coordenação do GRIT – Grupo de Reflexão e Intervenção Trans, organização do Arraial Lisboa Pride e dos Prémios Arco-Íris. Tenho uma experiência associativa ligada à formulação de políticas juvenis e à criação de espaços escolares inclusivos, sendo esta a minha principal área de intervenção.

Daniela Bento (ela/elu), Vogal: Associada nº 1295. Tornei-me voluntária da ILGA Portugal em 2014, tendo sido posteriormente vogal da Direcção de 2016 a 2019 e coordenadora do Grupo de Reflexão e Intervenção Trans (GRIT) desde 2015. Sou, também, moderadora do Grupo de Encontro e Partilha do GRIT e participo, atualmente, na Rede de Saúde Trans (Trans Health Network), um projecto TGEU. Tenho participado e representado a ILGA Portugal em vários projectos, encontros e conferências. Estive envolvida ativamente na lei de autodeterminação de género (2018). Também participo em vários outros movimentos sociais de índole política e transfeminista. Procuro criar construções da sociedade mais justas e igualitárias para todas as pessoas desde uma perspectiva interseccional. Sou formada em Astrofísica e trabalho como Engenheira de Software, tenho paixão por escrever e fotografia.

Teresa Amor (ela), Vogal: Sou voluntária da ILGA Portugal desde 2011 e, em 2016, integrei a Direção da associação. Em 2015, passei a coordenar um grupo de voluntários que apoia os inúmeros pedidos de auxílio que chegam diariamente aos serviços técnicos da associação. Pelo caminho, fui participando em vários projetos e grupos, nomeadamente o grupo de teatro. Nos últimos anos, tenho sido a responsável pelo Pride Village no Arraial Lisboa Pride. Sou dada à introspeção e, talvez por isso, gosto de fazer de advogada do diabo: questionar o que fazemos e, sobretudo, a forma como o fazemos. É bem capaz de ser também a minha costela de otimista-trágica: ao mesmo tempo que reconheço o ror de problemas e desafios que temos pela frente, sinto sempre que vale a pena continuar a lutar.

Isaac dos Santos (ele), Vogal: Associado nº 1695. Foi na ILGA PORTUGAL que cresci como ativista pelos direitos LGBTI com maior foco nas questões trans na sociedade e a nível legislativo. Estive envolvido ativamente na lei da autodeterminação de género. Parto da minha experiência pessoal e do meu processo de transição como ponto de partida para reflexões sobre transfobia, masculinidades, patriarcado e direitos humanos. Primeira pessoa trans em Portugal a dar uma TEDx. Sou também criador do canal T GUYS CUDDLE TOO, um canal com foco na nossa comunidade para discutir assuntos pertinentes e tirar dúvidas relevantes. Fiz parte do documentário Rip 2 My Youth que conta como foi crescer e viver enquanto pessoa trans.

Pedro Carreira (ele), Vogal: Desde 2014 que participo em projetos de divulgação que fortalecem as lutas políticas, culturais e sociais da população LGBTI. Sou desportista e geek igualmente assumido e, apesar da timidez, motiva-me encontrar formas de comunicar com as pessoas e humanizar as suas histórias e vivências. Entre 2016 a 2019 fui membro suplente da Direção tendo-me envolvido orgulhosamente nesses anos na organização dos Prémios Arco-Íris, Arraial Lisboa Pride e de inúmeros outros eventos enquadrados na programação do Centro LGBTI.

Diana Amado (ela), Vogal: Sou gestora operacional numa instituição bancária onde sou membro do comité da rede PRIDE interna desde Dezembro 2017 e co-responsável da mesma desde Agosto 2019. Fui voluntária da ILGA nos Prémios Arco-Íris e Arraial Pride em 2018 e 2019.

Nuno Gonçalves (ele), Vogal: Sou, há vários anos, voluntário da ILGA Portugal em diversos projetos, incluindo o Observatório da Discriminação. Tenho sido voluntário dos Prémios Arco-Íris e do Arraial Lisboa Pride desde 2012, e desde 2016 tenho coordenado o Welcome Center. De 2014 a 2018 integrei o coro CoLeGaS no naipe dos Tenores. Sou membro suplente da Direção da ILGA Portugal desde 2016. Escrevo com alguma regularidade artigos de opinião sobre a temática LGBTI e feminista.

Equipa técnica

Gonçalo Aguiar (ele), Gestão Comunitária | Coordenação-Geral: Desde adolescente que o associativismo, o trabalho comunitário e o voluntariado fazem parte da minha vida. Entrei, pela primeira vez, no Centro Comunitário LGBTI+ por volta de 2008. Não sabia bem o que esperar, mas, como acontece com muitas outras pessoas que procuram o Centro, encontrei o arco-íris.
No final de 2015, surgiu a oportunidade de trabalhar na ILGA, inicialmente como técnico de projetos na área de denúncia de crimes de ódio e, posteriormente, com uma dupla função: a coordenação-geral e a gestão comunitária da associação.
Desde então que a coordenação do Centro, do voluntariado e dos serviços da associação é comigo. Dou formação e tutoria e acompanho todas as pessoas voluntárias que fazem parte da nossa famILGA. Também ajudo e supervisiono a coordenação dos diversos grupos de apoio e partilha e grupos comunitários.
Oriento a logística do dia a dia da associação e, sempre que necessário, faço o acompanhamento de utentes enquanto Técnico de Apoio à Vítima.
Tenho muito orgulho no trabalho diário da ILGA e no legado deixado por tantas gerações de ativistas que me antecederam para tornar mais colorido o mundo em que vivemos.

Sara Malcato (ela), Coordenação de Serviços | Psicóloga Clínica: A minha relação com a Associação começou em 2014, quando me tornei voluntária, tendo posteriormente realizado o meu estágio de integração na Ordem dos Psicólogos Portugueses no Serviço de Apoio Psicológico da ILGA Portugal. Coordeno os serviços da Associação desde 2017 e também dou formação a profissionais da área da saúde e públicos estratégicos. Faço parte da equipa que está por trás do trabalho desenvolvido no apoio a quem nos procura e generosamente partilha as suas histórias, confiando em nós. E é exatamente por percebermos a importância deste trabalho que tentamos sempre dar o nosso melhor e estar à altura desta responsabilidade.

Jacopo Ellero (ele), Psicólogo Clínico: Jacopo Ellero, Psicólogo Clínico (ele): Sou membro da Ordem dos Psicólogos Portugueses, e a minha experiência na área da psicologia clínica começou em janeiro de 2019 na ILGA. Trabalho na área da redução de riscos ligados às substâncias psicoativas em contexto recreativo desde 2016, em Lisboa. Se tiveres dúvidas, o meu nome lê-se “Yá-co-pô Él-le-rô”, como o compasso de uma valsa. Todavia, se estiveres a falar comigo, a conversa será sobretudo dedicada a ti: normalmente fico encarregue dos primeiros atendimentos no Serviço de Apoio Psicológico.

Sara Soares (ela), Técnica de Projetos: Conheci o trabalho da ILGA nos Prémios Arco-Íris em 2013 e nunca mais olhei para trás. Em 2015 tornei-me voluntária no Departamento Jurídico da Associação e, depois de ter terminado o Mestrado em Direitos Humanos, juntei-me à equipa como Técnica de Projetos em 2018, trabalhando na implementação de projetos dos quais a ILGA é parceira. No Arraial Lisboa Pride sou responsável pelos bares e pelas food trucks, o que significa que tenho direito a walkie-talkie.

Margarida Almeida (ela), Gestão administrativa e financeira: Juntei-me à equipa da ILGA Portugal em 2019, quando comecei o meu trabalho no Departamento Financeiro. Números são comigo e se tiveres questões sobre faturas de quotas, donativos e afins é comigo que vais falar.

Leonor Castro Nunes (ela), Gestão de Comunicação | Produção e Programação: Faço a gestão da comunicação da Associação, desde pensar a melhor forma de divulgar as nossas atividades e projetos até à organização de conversas, passando por muitas outras coisas que implicam ter sempre 1000 calendários em funcionamento. Também dou uma perninha na produção, que foi onde comecei a minha relação com a Associação. Se falares connosco através das redes sociais, provavelmente vais estar a falar comigo.

Mariana de Carvalho (ela), Psicóloga Clínica: Sou membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses e conheci a ILGA Portugal em 2009, ainda enquanto estudante de Psicologia. Acompanho o trabalho da Associação desde então e tenho marcado presença em fóruns, simpósios e encontros. Tenho experiência profissional em diferentes contextos, nomeadamente em clínica privada, Serviço Nacional de Saúde, intervenção psicossocial com crianças/jovens, pessoas adultas e agregados familiares. Juntei-me à equipa da ILGA em 2021, prestando apoio psicológico a quem nos procura, assumindo o meu papel com a maior dedicação que cada pessoa merece. 

Inês Carvalho (ela), Assistente Social: Conheci a ILGA em 2020 quando iniciei a minha tese de mestrado. Em 2021 mudei-me do Porto para Lisboa e tornei-me voluntária no Serviços de Apoio Social. Juntei-me à equipa em 2022 e sou agora Assistente Social na Associação. Se precisares de apoio social e de construir um plano de vida digno é comigo que falarás.

Mesa da Assembleia Geral

Fátima Santos (ela), Presidente da Mesa da Assembleia Geral: Cheguei à ILGA Portugal em 2009, no âmbito de um projeto europeu, para dinamizar o centro comunitário e o centro de documentação, e nunca mais saí. Estive envolvida, enquanto membro do staff e como voluntária, em diversos grupos de trabalho, projetos e eventos, sendo o meu foco principal o Centro de Documentação, que coordenei até 2020, e onde permaneço como voluntária pontual. Destaco também o meu contributo para a organização da Feira do Livro LGBT, de Lisboa e do Porto, ações em parceria com as BLX e, neste ano de 2020, no projeto Isto Diz-me Respeito. Desde 2017, desempenho o cargo de Presidente da Mesa da Assembleia geral. Além do meu ativismo na ILGA Portugal, mantenho-me desde sempre ligada, pessoal e profissionalmente, a projetos e organizações de alto impacto social e de luta por direitos humanos e justiça e igualdade social, numa perspetiva inclusiva e transversal.

Alberto Jorge (ele), Vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral: Entrei na ILGA em 2012 pela porta do Coro Colegas, onde me mantive 7 anos, a cantar para dar visibilidade à causa LGBT. A participação como voluntário – com enriquecedoras acções de formação – em diversos projetos, eventos e grupos de interesse da associação, tornou-se uma parte marcante da minha vida pessoal e pública. Propostas de programação de tertúlias/debates no Centro LGBT, participação em serviços de apoio à comunidade, não esquecendo grandes eventos como o Arraial Pride, a Marcha do Orgulho e os Prémios Arco Íris, foram algumas das minhas áreas de intervenção. Desde 2017, desempenho o cargo de vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral. O ativismo tem sido essencial, porque, apesar das leis, só com acções concretas, individuais e colectivas, é possível mudar mentalidades. Para que tenhamos uma sociedade igualitária, inclusiva, menos preconceituosa, e que respeite a identidade e a orientação sexual de cada pessoa.

Letícia da Costa Gonçalves (ela), Secretária da Mesa da Assembleia Geral: Cheguei à ILGA Portugal em 2010 pela mão do meu amigo Vasco Araújo com quem fiz parte do Coro Colegas e mais tarde em 2011 depois de ir a uma entrevista para trabalhar na ILGA no âmbito de um projeto europeu, para dinamizar Eventos para angariação de fundos para a Associação e para a gestão e dinamização do próprio Centro LGBT. Também estive envolvida, enquanto membro do staff e como voluntária, em alguns grupos de trabalho, projetos e eventos. Em alguns desses Eventos ainda colaboro atualmente e também fiz parte do projeto Isto Diz-me Respeito. Desde 2017, desempenho o cargo de Secretária da Mesa da Assembleia geral. Além do meu ativismo na ILGA Portugal, mantenho-me ligada, pessoal e profissionalmente, a projetos e organizações com grande impacto social e de luta por direitos humanos.

António Barbosa (ele), suplente da Mesa da Assembleia Geral: Sou elemento suplente da Mesa da Assembleia Geral da Associação ILGA Portugal, sendo este o meu primeiro cargo como membro de um órgão social da Associação. Além de associado e membro da Mesa, já fui voluntário da Brigada do Preservativo, Prémios Arco-Íris, Arraial Lisboa Pride e nas Marchas do Orgulho.

Conselho Fiscal

João Pais (ele), Presidente do Conselho Fiscal: Sou formado em Economia e Finanças e exerço funções de Product Manager na indústria de pagamentos. Sou voluntário da ILGA Portugal desde 2013 onde integrei um grupo de pessoas voluntárias que apoia inúmeros pedidos de auxílio que chegam diariamente aos serviços técnicos da associação. Fui também voluntário no Bar do Arraial Lisboa Pride e dinamizei diversas festas no Centro Comunitário LGBTI+. Em 2016 integrei o Conselho Fiscal como Suplente assumindo posteriormente as funções de Vogal. Em 2019 assumi as funções de Presidente do atual Conselho Fiscal. No Arraial Lisboa Pride de 2019 fui responsável pela equipa de recolha de donativos no recinto do evento através de meios de pagamentos eletrónicos. Através do meu envolvimento com a Associação viso dar o meu contributo para que a vida das pessoas LGBTI+ em Portugal seja cada vez melhor.

Rita Torres (ela), 1ª Vogal do Conselho Fiscal: Iniciei a minha colaboração com a Associação ILGA Portugal em 2012, através do estágio para a Ordem dxs Psicólogxs Portuguesxs, realizado no Serviço de Aconselhamento Psicológico, do qual ainda faço parte. Depois, fiquei até 2015 a coordenar este serviço, e em co-coordenação de outros serviços. Fiz ainda parte das equipas de organização do Arraial Lisboa Pride e dos Prémios Arco-íris, bem como de outros eventos e formações organizados pela Associação. Integrei também a coordenação do projeto “Saúde em Igualdade”. Sou Psicóloga Clínica e Terapeuta Sexual, pela Sociedade Portuguesa de Sexologia. Frequento agora o Programa Doutoral em Sexualidade Humana.Com a minha colaboração, pretendo, sobretudo, continuar a participar na construção das pontes necessárias entre o ativismo, comunidades e serviços de saúde competentes e sensíveis às necessidades das pessoas LGBTI+.

Ivnna Jahate (ela), 2ª Vogal do Conselho Fiscal: O associativismo sempre esteve presente na minha vida, mas até ouvir falar da ILGA estava mais centrada no trabalho voluntário na minha comunidade local. Conheci a ILGA em 2014 através de uma professora da faculdade. Pesquisei um pouco mais sobre a associação e revi-me nos seus valores. Em 2015, candidatei-me a uma vaga de trabalho na ILGA no âmbito de um projeto na área dos crimes de ódio e foi assim que integrei a equipa. Fiz parte da equipa técnica durante cerca de três anos e atualmente encontro-me ligada à ILGA enquanto segunda vogal do Conselho Fiscal, mas também como voluntária no Arraial Lisboa Pride e nos Prémios Arco-Íris.

Voluntariado

São centenas as pessoas que fazem voluntariado na Associação. Algumas fazem-no regularmente há vários anos, outras fazem-no de modo ocasional ou pontualmente nos grandes eventos.

O seu trabalho é imprescindível, e só ele torna possível a nossa existência.

A todas elas agradecemos o seu tempo, esforço e dedicação à ILGA Portugal e ao ativismo LGBTI+ português!

E dizemos bem alto e com muito Orgulho: Que bom que é fazerem parte da famILGA!